• Inglês

Monitoramento vs Observabilidade: Compreendendo as diferenças e explorando a sinergia para melhorar a performance da infraestrutura.

Observabilidade e monitoramento são duas técnicas fundamentais para garantir que os sistemas de uma infraestrutura funcionem corretamente. Embora muitas pessoas usem esses termos de forma intercambiável, eles são diferentes em sua abordagem e propósito.

Monitoramento vs Observabilidade

O monitoramento é uma técnica que envolve a coleta de métricas e logs do sistema para detectar problemas e falhas em tempo real. O objetivo do monitoramento é garantir que o sistema esteja funcionando conforme o esperado, detectar anomalias e alertar a equipe de operações sobre problemas que precisam ser resolvidos. Por exemplo, o monitoramento pode ajudar a detectar uma alta carga na CPU ou a falta de espaço em disco em um servidor.

Já a observabilidade é uma técnica mais ampla que se concentra em entender como o sistema funciona internamente, permitindo que os operadores investiguem e resolvam problemas de forma mais rápida e eficiente. A observabilidade envolve a coleta de informações sobre o sistema em vários níveis, desde os logs do aplicativo até as métricas de infraestrutura, permitindo que os operadores entendam como as diferentes partes do sistema estão interagindo entre si. A observabilidade é uma abordagem mais proativa, pois ajuda a identificar problemas antes que eles se tornem críticos.

Embora observabilidade e monitoramento sejam diferentes em sua abordagem, eles são complementares e trabalham juntos para garantir que o sistema esteja funcionando corretamente. A observabilidade ajuda a identificar problemas em potencial e o monitoramento ajuda a detectá-los em tempo real.

Foco em melhorar a observabilidade

Uma técnica que pode melhorar a observabilidade é o monitoramento sintético. O monitoramento sintético envolve a criação de simulações de usuário que testam a funcionalidade do sistema em tempo real. Esses testes podem ajudar a identificar problemas em potencial antes que eles se tornem críticos. Por exemplo, um monitoramento sintético pode ser usado para monitorar um processo de negócio de e-commerce, onde os itens têm ficado presos no carrinho de compras. O teste simulado pode identificar o problema e alertar a equipe de operações antes que os usuários comecem a relatar o problema.

Medir para Gerir

Para medir a observabilidade, é preciso avaliar alguns aspectos, como:

  • Rastreabilidade: capacidade de seguir um evento de ponta a ponta e entender onde ele ocorreu e como ele afetou o sistema;
  • Visibilidade: capacidade de monitorar o sistema em diferentes níveis e identificar possíveis pontos de falha;
  • Alertas: capacidade de gerar alertas claros e precisos sobre problemas críticos;
  • Ação: capacidade de agir rapidamente para resolver problemas detectados.

Conclusão

A observabilidade e o monitoramento são duas técnicas complementares que trabalham juntas para garantir que os sistemas de uma infraestrutura funcionem corretamente. A observabilidade é uma abordagem mais proativa que ajuda a identificar problemas em potencial antes que eles se tornem críticos, enquanto o monitoramento ajuda a detectar problemas em tempo real. O monitoramento sintético é um exemplo de técnica que pode melhorar a observabilidade, permitindo que os operadores identifiquem problemas antes que eles se tornem críticos.

Precisando melhorar a observabilidade ou o monitoramento do seu negócio? Entre em contato conosco!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest
WhatsApp