abril 24, 2018

Monitoramento

O monitoramento é uma ferramenta primordial para a correta operação de qualquer ambiente de TI. Sem o monitoramento, seus clientes passam a ser os sensores e notificadores de quando algo estiver errado. Identificar onde está a causa de uma indisponibilidade em um ambiente sem documentação ou painel visual é um processo lento e nem sempre assertivo. Entender o onde e quando a falha aconteceu, no momento que aconteceu, reduz o tempo de recuperação do serviço. Poder visualizar as pequenas falhas antes de impactarem a disponibilidade de um serviço tem valores imensuráveis. Isso só é possível quando se tem um monitoramento eficiente e processos robustos atrelados a ele. Acreditamos que um ambiente bem monitorado é um ambiente controlado, trazendo previsibilidade e disponibilidade; benefícios diretos para o seu negócio.

No monitoramento, detectamos não só se o serviço está no ar, mas se todos os componentes da solução estão operando conforme esperado. Monitoramos não apenas CPU, memória ou “ping”. Monitoramos alta latência, perda de pacotes, consumo de banda por protocolo; também realizamos testes simulando a experiência do usuário no sistema em um ambiente real de trabalho. Com IOT (Internet of Things /Internet das Coisas) monitoramos meios físicos como temperaturas de ambientes e acionamento de portas.  Monitoramos qualquer informação que seja relevante para o serviço.

A experiência do nosso time de NOC permite que os valores do seu negócio sejam compreendidos rapidamente. Juntos, aprimoramos suas métricas e alertas de monitoramento existentes alem de definirmos indicadores-chave de desempenho (KPIs) claros para o seu suporte.

Geramos valor para a sua TI através de dashboards (painéis) técnicos e gerenciais, que facilitam o acompanhamento e apresentação da TI;

Benefícios esperados:

  • Redução do tempo de downtime – ação imediata a menor falha detectada;
  • Controle do ambiente de TI – Dashboards customizados para níveis técnicos e gerenciais;
  • Capacity Planning – facilidade em prever o crescimento e novas implantações;
  • Controle das Mudanças – necessidade de envolver o NOC nas mudanças;
  • Fábrica de Scripts– automação de rotinas e ações em massa;
  • Inventário de TI – cadastro de todos os equipamentos de rede;